Relpa

Isolar paredes interiores com humidade
Índice

A humidade nas paredes interiores é bastante comum, especialmente em regiões com altos níveis de precipitação. Além de poder comprometer a estrutura do edifício, pode causar problemas de saúde como alergias e problemas respiratórios. Portanto, isolar as paredes interiores com humidade é essencial para manter um ambiente saudável e seguro.

Neste artigo, um especialista de RELPA falará sobre os diferentes métodos e materiais de isolamento interior, bem como os cuidados a ter na escolha e aplicação dos mesmos.

No entanto, chamamos a atenção para o facto de o isolamento das paredes interiores ser apenas uma medida compensatória para evitar que as humidades voltem a aparecer. O ideal, se possível, é sempre fazer o isolamento exterior.

 

Como isolar a humidade da parede interna?

Existem algumas opções de materiais isolantes que podem ser utilizados para proteger as paredes interiores da humidade. A escolha do material adequado depende da severidade do problema de humidade e das condições específicas de cada local.

Nesta secção iremos mencionar alguns dos isolantes mais comuns, mas recomendamos que recorra a um diagnóstico profissional para que o perito possa identificar a origem da humidade e propor a melhor solução para o tipo e localização da humidade. Poderá solicitar um orçamento aqui.

  1. Limpeza das superfícies

    É frequente fazer-se uma limpeza prévia com hipoclorito de sódio (vulgarmente conhecida como lixívia “preta”, pois a embalagem é preta). Pode-se também utilizar produtos específicos removedores de bolores, fungos e mofos, como por exemplo Basikos – é uma solução de limpeza para remoção de fungos, bolores e mofo, que destrói rápida e eficazmente os microrganismos, prevenindo o seu reaparecimento. Atua e lava rapidamente, apropriado para cozinhas, casas de banho e todas as zonas onde possam surgir fungos. Aplicável sobre qualquer tipo de superfícies.

  2. Proteção Térmica

    De seguida preconiza-se a aplicação de proteção térmica, como por exemplo Lã mineral de vidro – NATUROLL 032 da knauf. Trata-se de painel em rolo com excelente desempenho térmico e acústico.

    Pode-se optar também por painéis em lã de rocha ou painéis de cortiça são uma opção sustentável e eficaz para o isolamento de paredes interiores com humidade. A cortiça é naturalmente resistente à humidade e possui propriedades térmicas e acústicas excelentes. Os painéis de cortiça são fáceis de instalar e podem ser utilizados em combinação com outros materiais isolantes para aumentar a eficácia do isolamento.

  3. Aplicação de Placas de Pladur (gesso cartonado) Anti-humidade

    As placas de pladur, também conhecidas como gesso cartonado, são amplamente utilizadas em projetos de construção e renovação. Para áreas com problemas de humidade, existem versões específicas de pladur anti humidade (pladur hidrófugo), que são tratadas para resistir à absorção de água e prevenir danos estruturais.

    Em situações extremas preconiza-se a aplicação de placas reforçadas com fibra de vidro, tipo GLASROC® X.

  4. Aplicação de Massas Hidrófugas

    Aplicação de massas hidrófugas tipo Knauf Unik Hidro H1 – material em pó, à base de sulfato de cal semi-hidratado, carbonato cálcico, cargas ligeiras, resinas e aditivos. 

  5. Esquema de pintura anti-fungos

    Aplicação de primário anti-fungos, como o Primário Plastron Aquoso da Robbialac.  Este é um primário baseado numa dispersão aquosa de resina sintética especial, copolímera acrílica, pigmentado com dióxido de titânio rutilo, dotado de boas resistências alcalina, a fungos e a algas.

    Aplicação, nas demão necessárias, de tinta tipo Robbiotel Aquoso Mate, da Robbialac. Robbiotel previne e soluciona problemas de fungos ou manchas de humidade, comuns em ambientes húmidos, tais como cozinhas e casas de banho. Alia um acabamento de qualidade a uma elevada resistência aos fungos, à condensação e à lavagem.

Pode-se colocar revestimento em parede com humidade?

Antes de aplicar qualquer revestimento, é crucial entender qual a origem da humidade para, assim, poder optar por uma solução eficaz para o problema.

Depois de entender a origem e causas da humidade, poderá revestir a parede, mas deverá fazer uma limpeza prévia apropriada e informar-se sobre a melhor solução para o seu caso particular.

Na secção acima referimos uma forma comum de isolar as paredes interiores da humidade. No entanto, estas são apenas medidas compensatórias para minimizar as probabilidades das humidades voltarem a aparecer. O ideal, se possível, é sempre fazer o isolamento exterior. 

Além disso, como já mencionado anteriormente, nem todos os problemas de humidade interior são resolvidos da mesma forma. Antes de recorrer a soluções que não são eficazes, deverá procurar a opinião de um especialista.

 

Qual o melhor revestimento para paredes com humidade?

A escolha do melhor revestimento depende de vários fatores, incluindo tipo e origem da humidade, condições climáticas locais e estrutura da parede, pelo que aconselhamos à contratação de um perito independente para fazer a avaliação necessária.

Para uma avaliação profissional independente, envie-nos uma mensagem através do formulário na nossa página de contactos, ou através dos contactos: pfernandes@relpa.pt / 968 513 973

Artigos relacionados